top of page

Desastres sócio-sanitário-ambientais do agronegócio e resistências agroecológicas no Brasil

A sugestão de hoje é a Obra ‘desastres sócio-sanitário-ambientais do agronegócio e resistências agroecológicas no Brasil’ uma coletânea que reúne artigos provenientes de pesquisas sobre saúde, meio ambiente e agrotóxicos. Publicado em 2022, este livro foi elaborado por pesquisadores do Núcleo de Estudos Ambientais e Saúde do Trabalhador (NEAST) e do Programa de Pós Graduação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) sendo eles: Wanderley Antonio Pignati, Marcia Leopoldina M. Corrêa, Luís Henrique Da Costa Leão, Marta Gislene Pignatti e Jorge Mesquita Huet Machado.


A obra lança luz sobre uma ampla gama de impactos negativos sociais, sanitários e ambientais associados à cadeia produtiva do agronegócio no Brasil, abordando questões como desmatamento, condições de trabalho análogo à escravidão, queimadas, insegurança alimentar, entre outros. O livro Proporciona ao leitor uma análise crítica e profunda, convidando-o a refletir sobre as complexidades e consequências do setor agropecuário brasileiro.


Confira a descrição da obra:


‘Em um momento de grande confusão conjuntural e climática, chega um livro que traz um olhar inabalável sobre as condições políticas, a ganância e a irracionalidade que sustentam o avanço do agronegócio. Num momento de profunda desinformação, surge esta análise, informada pelo conhecimento científico fundado nas experiências universitárias e comunitárias que nos convidam a resgatar aspectos essenciais da nossa vida: a nossa alimentação, as nossas florestas, a terra, a água, a nossa dignidade e saúde. Em uma época de crescente individualização e privatização de nossas vidas, brilha este exemplo de ambição coletiva, de compartilhamento de conhecimento através das fronteiras e, assim, se desvendam as contradições e conflitos em uma região distinta que tem significado econômico e ambiental global. Conexões importantes são iluminadas aqui: entre dano ecológico e trabalho análogo ao escravo; expansão insaciável de commodities agrícolas e problemas de saúde; a apropriação de terras e o empobrecimento; luta social e novas possibilidades de produção de alimentos; o leitor e o mundo ao seu redor. Em um momento de incertezas pessoais, sociais e climáticas, chega um livro marcado pela dedicação e consistência que é típica dos colaboradores – muitos dos quais tive o privilégio de conhecer. Se quisermos construir um futuro digno dos sacrifícios feitos por tantos que nos precederam, muitas das lições, valores e práticas que são compartilhados neste importante livro devem ser levados nesta jornada.’ Brian Garvey. Departamento do Trabalho, Emprego e Organização Universidade de Stratchclyde, Glasgow.

 

 

Referências

 

PIGNATI, Wanderlei Antonio ; CORRÊA, Marcia Leopoldina M; LEÃO, Luís Henrique Da Costa ; PIGNATI, Marta Gislene; MACHADO , Jorge Mesquisa Huet. Desastres sócio-sanitário-ambientais do agronegócio e resistências agroecológicas no Brasil. 1. ed. São Paulo: Outras Expressões, 2021. ISBN 978-65-87389-13-4.


15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page